https://cbpc.org.br/wp-content/uploads/2017/11/1-6.jpg

De vez em quando, ouço alguém dizer: “Ele é mais santo do que os outros”. Quando alguém faz tal afirmação, eles não percebem a contradição absoluta do que eles disseram. Um coração santo é um coração humilde. A santidade não se compara com os outros. A santidade só olha para Jesus. Sendo assim, é impossível ser “um dos mais santos”. A santidade de vida cresce no solo de um coração humilde.

Há várias razões porque a humildade do coração é o segredo para santidade de vida e conduta. Primeiro, a humildade é a essência da vida de Cristo. Jesus existiu na eternidade como Deus. Porém, Ele se humilhou tornando-se homem. Ele se revestiu com a carne humana. Ele desceu tão baixo que se tornou como nós, para que pudéssemos conhecê-Lo. Na história humana, não há outro exemplo de tal humildade. Deus se tornou homem. É isto que Jesus é: o Deus homem. Mesmo o nome dado a Ele, Emanuel, significa Deus conosco.

Se o objetivo da santidade é tornar-se como Cristo, então devemos nos revestir de humildade. Cristo é o exemplo máximo da humildade. Sendo assim, devemos buscar ser humildes no coração e na vida. Cristo viveu numa vida absolutamente santa e Ele foi o retrato perfeito da humildade. Sendo assim, se é para nos tornarmos santos, nós, também, devemos nos humilhar sob a poderosa mão de Deus.

Mas, há outra razão pela qual a humildade é necessária para a santidade. É impossível para nós, na nossa própria força, obtermos santidade de vida. A santidade de vida só pode ser uma realidade pela graça de Deus. Nos tornamos o que Deus quer que nos tornemos pela graça de Deus. E a graça não é somente aplicada ao coração humilde. A Bíblia diz: “Deus odeia o orgulho, mas dá graça ao humilde”.

Um pastor, amigo meu, passou uma vez 40 dias orando e jejuando. Após esse tempo com Deus, eu perguntei o que Deus havia mostrado a Ele durante aquele tempo intenso de busca. A resposta dele foi bem interessante: “Deus me mostrou que nunca, novamente, vou poder dizer: ‘vou fazer isso’”, ele disse. “Quando eu via alguém cometer adultério, eu costumava dizer: ‘eu nunca vou fazer isso’”. Mas, Deus me mostrou que na minha carne não há nada de bom. Eu só posso dizer: “pela graça de Deus, eu nunca vou fazer isso’”.

O que Deus mostrou ao meu amigo foi algo simples, mas muito profundo. A única razão pela qual um cristão pode clamar vitória sobre pecados na suas vidas é por causa da graça de Deus. Somos o que somos pela graça de Deus. Nós nos tornamos mais como Cristo por causa da graça de Deus. Não é nossa força ou habilidade que vencem o mal. É somente pela graça de Deus que conhecemos e experimentamos a vitória na vida e santidade de conduta.

Quando a semente da humildade é plantada em nossos corações, ela será aguada pela graça de Deus. O Espírito Santo cuida para que ela cresça. Quando a humildade chega à maturidade plena, ela floresce num lindo buquê de santidade. Nossa vida e conduta refletirão a beleza do caráter de Cristo. A humildade é o segredo da santidade.


Por Sammy Tippit – Pastor Batista, Escritor e Conferencista Internacional