https://cbpc.org.br/wp-content/uploads/2017/11/1-6.jpg

      Seguir a Jesus verdadeiramente é estar disposto a uma mudança radical de vida. Porém, esta é uma grande verdade omitida a muitas pessoas neste tempo. O desconhecimento e a insensibilidade têm levado muitas pessoas a viverem uma vida cristã sem compreenderem verdadeiramente o que é ser um discípulo de Jesus. São vidas marcadas, não pelo exemplo de Cristo, mas por práticas religiosas que quando muito transformam apenas o exterior. Vidas preciosas que ainda não amadurecerem e, por serem bebês espirituais, não conseguem gerar novos filhos. Não se multiplicam. Keith Phillips afirma: “Bebês não podem cuidar de si mesmos nem se alimentar por si mesmos, têm de ser vigiados dia e noite até que tenham idade para sobreviver”. (PHILLIPS, 2012, p. 31)

     Quando nos colocamos nas fileiras do discipulado, estamos dizendo que estamos dispostos a ouvir o que Jesus diz, a olhar para o que Ele faz e a seguir o seu exemplo. Em resposta ao grande amor d’Ele demonstrado na cruz, somos chamados a amá-lo de todo o coração e honrá-lo em todas as nossas atitudes. Por isso, o convite é para recebê-lo como “Senhor” e “Salvador” de sua vida. Isso nos leva a pensar que seguir a Jesus é muito mais que um mero compromisso religioso ou o ingresso em um clube com amigos para comunhão e lazer. Estamos falando de um processo em que somos chamados, como bem afirma Stott, para “viver, servir e testemunhar ao mundo” (2010, p.13) Como bem afirma o meu querido Pr. Diogo Carvalho no seu livro Relacionamento Discipulador: “Precisamos de um novo despertamento para o discipulado. A falta de exemplificação do que é e como funciona o discipulado tem sido um dos principais obstáculos para um movimento de multiplicação de discípulos em nosso meio”. (CARVALHO, 2015, p. 16)

       Como colocar em prática estas verdades espirituais? Como ter em nosso viver diário as marcas de Cristo? Como sermos discípulos relevante e no dia a dia fazermos a diferença na vida das pessoas ao nosso redor? Nosso desejo é que nestes dias do nosso Multiplique Regional Planalto Central tenhamos esta profunda reflexão, e que o Espírito Santo de Deus nos incomode através da sua Palavra e nos faça recordar e arder em nossos corações o grande desejo de sermos parecidos com Jesus.

Você aceita este desafio? Participe do Congresso Multiplique Planalto Central.