Nossa História

A Convenção Batista do Planalto Central foi organizada em 22 de julho de 1960, composta de cinco igrejas e um total de 358 membros. Atualmente, a CBPC é composta de 137 igrejas, 38 congregações e 22 mil membros e congregados.
O trabalho batista começou nas terras do planalto central em dezembro de 1956, com a chegada dos irmãos Edístio Fernandes, Josias Nogueira e Jorge Dias Lima.


Com o aparecimento das igrejas batistas na nova capital e a conseqüente expansão de suas atividades de natureza cooperativa, sentiu-se logo a necessidade de se agruparem numa convenção.
Assim, em 22 de julho de 1960, três meses após a fundação de Brasília, na mesma ocasião em que se organizou a Igreja Memorial Batista de Brasília, em seu santuário provisório, também foi fundada a Convenção Batista do Planalto Central, inicialmente com o nome de Convenção Batista do Distrito Federal. Cinco igrejas participaram deste evento:
– PIB de Brasília;
– PIB em Taguatinga;
– PIB em Alexânia;
– Igreja Batista do Planalto (atual PIB Sobradinho); e
– Igreja Memorial Batista.
Após 52 anos da sua fundação, a CBPC passou de cinco para 135 igrejas filiadas e 67 congregações. Multiplicaram-se o número de batistas de 358 membros para 22 mil pessoas, entre membros e congregados. E essa tem sido a visão da CBPC, com a firme cooperação das igrejas e órgãos a ela filiados.


AGRADECIMENTO AOS PIONEIROS
Os batistas brasilienses agradecem aos primeiros batistas que aqui chegaram e aqueles que se compromissaram com o trabalho de continuidade para a expansão denominacional nestas terras. Além dos precursores Edístio Fernandes, Josias Nogueira e Jorge Dias Lima, podemos mencionar dentre outros:
– os irmãos Isaac Barreto Ribeiro, Valdemar Magalhães, profª Anahir Pereira da Costa, Isaque Carneiro, Maxey Jarman (diácono de igreja da Convenção Batista do Sul – EUA), J. Walfredo Thomé;
– os pastores James Musgrave Jr, Silas de Brito Lopes, Marcelino Cardoso, William H. Berry, Eber Vasconcelos, João Santiago, Joeder Rocha;
– a Junta de Richmond e a Missão Canadense com missionários que fizeram do Planalto Central sua segunda pátria.